Não se deve ter apego às tendências, nem acreditar muito nelas. Isto é, não se deve deixar dominar por elas.
É preciso olhar cada tendência com humor, superá-la, acreditar suficientemente nela para dar a impressão de vivê-la, mas não demasiadamente, para assim poder conservar a liberdade.