Neste trabalho como consultora, lido muito com a auto-estima de minhas clientes e de como elas se enxergam perante os outros.

Uma das etapas da consultoria de imagem completa é a análise de biotipo, proporções e formato de rosto, onde estudamos juntas a silhueta da cliente e conversamos sobre o que ela gosta ou não, formatos, tamanhos, seus pontos mais desafiadores e as qualidades que queremos ressaltar.

É fato que sempre, sempre mesmo, as clientes têm na ponta da língua todos aqueles “pontos negativos” que julgam ter, mas na hora de enumerar as qualidades, tudo fica mais difícil. Muitas vezes só mostrando na prática como são lindas é que elas começam a acreditar. Pode ser porque fomos todas ensinadas a não sermos petulantes, exibidas ou pode ser que realmente tenhamos várias questões mal-resolvidas com nosso corpo, entre “N” outros motivos. Mas, a verdade é que somos realmente muito mais bonitas do que achamos que somos!

Por isso fiquei muito emocionada com esta campanha da Dove chamada “Retratos da Real Beleza”, onde diversas mulheres foram chamadas para se descrever à um artista forense do FBI e depois, outras pessoas que acabaram de conhecê-las, as descrevem para o mesmo artista com base no que observaram delas.

O resultado é surpreendente e é possível perceber nitidamente como somos nossas maiores críticas, as primeiras a apontar defeitos até mesmo onde não existem.

Vocês já viram?

Segundo eles, somente 4% das mulheres no mundo se consideram bonitas. Isso é muito triste, né? E com certeza não pode ser verdade.

Um lema que tenho é que temos que ser felizes com o que temos, com o corpo que nos foi dado. Aceitar aquilo que não pode ser mudado, nos esforçar e agir para transformar o que está incomodando (com exercício, com dieta, com cirurgia, com consultoria de imagem, mas tudo sempre sem stress!) e aprender a nos amar acima de tudo, pois é isso que vai transparecer em nossas atitudes e nos deixar ainda mais bonitas: a segurança, o auto-amor!

Todos temos coisas lindas, que podem ser valorizadas e destacadas. O resto é resto e ser feliz consigo é o que importa!

Beijos e boa semana a todos,

Roberta Carlucci