Olá queridos,

Já estou há um tempão para postar mais alguns looks meus para vocês! Este eu usei em um sábado do mês passado, onde tive 2 compromissos para ir no mesmo dia: um evento no Shopping e uma balada de aniversário de 30 anos do meu querido amigo Alex!

Eu já tinha comprado o vestido bandagem de um ombro só na Codinome há algum tempo, mas ainda não tinha tido coragem oportunidade de usá-lo, então resolvi finamente tirar suas etiquetas e apostar nele para este dia. Porém, como tinha este evento antes e não queria também ir para o aniversário me sentindo uma “men eater” (que é a sensação que você sente quando usa um vestido bandagem justo como este, acredite!), resolvi jogar alguns elementos que me deixassem mais light, digamos assim:

  • A jaqueta perfecto da H&M (comprei na viagem passada!) dá ma disfarçadinha na “justeza” do vestido, uma modernizada no look, chama a atenção para cima tirando o foco principal do vestido e, por ter ombrinhos marcados, também uma equiilibrada no meu quadril.
  • O scarpin peep toe de cobra da Zara é mais comportadinho do que uma super sandália meia-pata de verniz (a outra opção!) e traz também um pouco de sofisticação para a produção, uma cara mais phina, né?
  • Cabelos soltos e não muito arrumados também deixam o look mais despojado e nào revelam tanto o decote do vestido.
  • Bolsa comportada Prada, de mão (não está na foto, mas usei aqui também!)

Com vestidos deste estilo (curtos & justos), é muito fácil você ultrapassar a linha entre o sensual elegante/interessante e o vulgar, então é importante apostar em elementos assim para dar uma equilibrada. Agora no inverno, jogá-lo com meia-calça opaca e ankle boot, por exemplo, é uma ótima pedida e já disfarça um pouco o comprimento curto do modelo.

Além disso, existem sempre as ocasiões certas para poder optar por estas produções, sem contar no bom senso para ver se o vestido realmente valoriza ou não o seu corpo e personalidade.

Bandagem, no caso, marca tudo, então é essencial usar com calçinhas sem costura (ou que não marquem NADA!) e estar com o corpinho no lugar, pois eles não perdoam mesmo!

Enfim, como é um vestido que não vou usar muuuuuito, não investi também muito $$ nele (leizinha básica do custo x benefício) e vou deixá-lo sem culpa penduradinho no armário até a próxima balada “glam” aparecer na programação! 🙂

Beijocas,