Resolvi falar um pouco das profissões que lidam com imagem pessoal pois muitas pessoas, quando falo sobre o que faço, me perguntam o que uma consultora de moda e imagem faz, qual a diferença entre eu e um personal stylist, um stylist ou até mesmo um personal shopper.
Então vamos lá!

As três profissões na moda que lidam com a imagem pessoal são: o Consultor de Imagem, o Stylist ou Fashion Editor e o Personal Shopper. Os três são manipuladores ou aconselhadores de imagem, porém em diferentes ângulos.

Consultor de Imagem & Personal Stylist

O Consultor de Imagem trabalha com a imagem que uma pessoa real comunica para as outras: ele tenta trazer a imagem da pessoa de dentro para fora e para isso precisa conhecer a pessoa profundamente. Ele trabalha detalhadamente com a imagem pessoal e tem que criar um relacionamento com o cliente para descobrir o estilo de vida, a coloração pessoal, o tipo de corpo, o estilo pessoal, as questões de visagismo, em qual momento de vida que a cliente está, etc.

O trabalho dele é orientar o cliente a achar e desenvolver um estilo próprio, a entender e conhecer seu corpo e sua personalidade, seus pontos positivos e negativos, a achar e saber comprar as roupas que mais irão valorizá-lo, a saber usar as cores a seu favor (análise de coloração pessoal), entender suas formas de corpo e rosto, arrumar o guarda-roupa para trazer maior visibilidade e durabilidade às roupas, etc. Ele também auxilia seu cliente em cortes de cabelo, maquiagem, etiqueta profissional e pessoal, indica profissionais qualificados como dermatologistas, endócrinos, dentistas, e muito mais.

Em resumo, o consultor de imagem guia seu cliente para se conhecer melhor e saber usar sua imagem pessoal a seu favor, tornando-o mais confiante e aumentado sua auto-estima.

O personal stylist também lida com pessoas reais, mas fica mais no ângulo da vestimenta e do estilo, ou seja, ele não lida tão profundamente com a personalidade e a vida do cliente quanto um consultor de imagem.

Muitas pessoas chamam os consultores de imagem de personal stylists, eu mesma já falei que era um personal pois as pessoas conhecem melhor este termo. O certo seria, porém, dizer que a consultoria de imagem engloba o personal styling. Como consultora de imagem, eu me envolvo não só com o que meu cliente vai vestir mas também englobo questões de comportamento, etiqueta, psicologia e tudo o que o cliente estiver precisando. O consultor de imagem acaba sendo um pouco “life coach”, porque se envolve realmente com o cliente, tenta entendê-lo da melhor forma e guiá-lo para o que ele procura.

Stylist ou Fashion Editor

Os stylists são os “interpretadores” da moda. Eles trabalham com revistas e estilistas para contar uma história e estão sempre por dentro das tendências e trends atuais.

O stylist pode trabalhar com o estilista para agregar valor à coleção e definir os looks das modelos no desfile, a sequência que elas vão entrar, quem vai usar o que, tudo para passar a mensagem ou o tema que o estilista quer através não só das roupas mas de acessórios, música, cheiros, luz, etc., tudo que envolvaa estimulação dos sentidos de quem está na platéia. Ele pode também trabalhar em campanhas publicitárias ou em revistas, através de editoriais e escolha de looks.

As pessoas que escolhem esta profissão têm que saber usar peças convencionais de maneiras diferentes, ser extremamente comunicativas e criativas e conseguir captar a essência da marca com a qual está trabalhando, para conseguir passar a melhor impressão possível no desfile/evento/editorial com os looks que elas estiverem montando.

Kate Moss produzida para um editorial pela stylist Brana Wolfe
Foto de Inze van Lamsweerde e Vinoodh Matadin
do livro Stylist – The Interpreters of Fashion

Eles não precisam se importar com a personalidade, cor, estilo de quem irão vestir pois eles lidam com as modelos. A modelo é um veículo para passar a mensagem que o stylist quer, que o editorial da revista quer mostrar ou que o estilista quer passar no desfile, por exemplo. O estilo que ela vai vestir, as cores, o look… tudo é imposto a ela pois este é o trabalho dela: ser um manequim, uma vitrine. Quanto menos ela passar de personalidade própria melhor e mais maleável, adaptável e versátil ela é. O stylist está focado em sua própria visão ou a visão da revista/estilista/marca e não se envolve com a pessoa que ele está vestindo, que é a modelo neste caso.

O Fashion Editor faz a mesma coisa que o stylist, só que para uma revista.

Personal Shopper

Já o personal shopper é outra profissão que o consultor de imagem pode englobar também. Ele é a pessoa que faz as compras para você: ele analisa o teu estilo, tua silhueta, tuas medidas, o que você está precisando, seu orçamento e faz um levantamento das lojas que tem a ver com as informações que ele coletou de você. O procedimento varia, mas normalmente, depois desta análise, o personal vai às lojas sozinho, seleciona algumas peças para você e depois a leva para essas lojas para fazer a prova das peças selecionadas, analisando o que fica melhor e descartando aquelas que você não gostar ou não quer.

Outra opção também (que os homens adoram!!) é o personal pegar as peças e levá-las até sua casa, onde você as prova no conforto do seu lar. Imagina você chegar em casa e ter as roupas novinhas que você precisava penduradas no seu closet sem precisar sair de casa? Sonho de qualquer pessoa que odeia fazer compras! 😉

As duas opções são ótimas pois a pessoa economiza tempo e dinheiro indo somente nas lojas onde haverá o que ela procura, tendo as peças já selecionadas para ela dentro do preço, tamanho, caimento e cor que mais vão valorizá-la. Além disso, as peças que o personal shopper selecionar deverão ser aquelas que têm o melhor custo-benefício: a melhor qualidade e o melhor preço em relação a quantas vezes você irá usar e a quantas combinações você irá fazer com outras peças que você já tem. Não é o máximo?

Tem consultores que contratam um personal shopper para fazer as compras para seus clientes, e outros, como eu, que gostam de fazê-las para eles e, se o cliente quiser, com eles. Como o consultor de imagem já conhece o seu closet e tem uma visibilidade grande do que você já tem e do que você precisa, o trabalho de personal shopper fica ainda mais eficiente.

Ufa! Acho que é isso, espero que tenham entendido direitinho e gostado do post!