Olá queridos,

Uma das primeiras coisas que observo quando iniciamos o trabalho prático de consultoria de imagem em mulheres é a lingerie da cliente. Não para ver se está em bom estado, mas para ver se os tamanhos e modelos estão corretos para o biotipo e proporções da pessoa.

Sempre digo que não é possível construir uma base elegante sobre uma fundação ruim, ou seja, não importa o quão perfeita é sua roupa. Se a lingerie estiver errada e não fizer o seu papel de forma adequada, o look inteiro irá por água abaixo.

Já é sabido que a maior parte das mulheres não usam o tamanho certo de soutien (pela pesquisa da Liz, 80%!). Aqui no Brasil então, fica ainda mais difícil por não termos tamanhos diferenciados de bojo e costas, como é comum na Europa e nos EUA. Quem não está dentro do padrão de modelagem (ou seja, a maioria das pessoas), é obrigada a recorrer a extensores de costas ou comprar um soutien de tamanho menor/maior do que o adequado.

Quando saio para comprar lingeries com as clientas, muitas vezes já sei uma direção de modelo que procuramos, mas sempre provamos vários (inclusive provando com a blusa/camisa por cima) até achar o modelo ideal. Não é tarefa fácil! Por isso é sempre imprescindível que a gente observe bem alguns pontos ao comprar os soutiens:

soutien-certo-errado

  1. O bojo deve abraçar o seio de forma confortável, sem apertar ou sobrar espaço.
  2. O seio deve ficar firme, levantado e bem sustentado. O soutien não deve ficar “pendendo”para frente com o peso do seio. Se isso acontecer, é preciso mudar o modelo e optar por alças mais grossas e costas mais firmes.
  3. O soutien não deve apertar as costas. Aquelas gordurinhas que ficam saltando quando o soutien está apertado são um pecado fashion capital! Ou seja, se o bojo estiver do tamanho certo, adote um extensor de costas que são super baratinhos e podem ser encontrados em diversas cores.
  4. Se os seios forem grandes, observe se a alça não está apertando demais no ombro, o que pode causar mal estar depois de um tempo. Se este for o caso, procure soutiens com alças mais grossas e verifique se a sustentação do bojo e das costas está firme.
  5. Prove o soutien também sob a blusa/camisa. Assim você pode ver como o formato do seio ficará. Se a roupa com a qual você for usá-lo for muito justa ou de um tecido muito fino, prefira modelos sem costuras ou rendas que possam marcar.

Para calcinhas, observe o seguinte:

calcinhas-erradas
Imagem: Trinny & Susannah

  1. A regrinha do soutien apertado vale aqui também: não existe nada pior do que calcinha marcando sob a calça ou saia e gordurinhas apertadas. Se você possui quadril largo, opte por laterais mais grossas, sempre!
  2. Cuidado também com cinturas muito altas ou baixas. As altas podem aparecer quando você sentar e as muito baixas podem ser incômodas.
  3. Observe sempre se elas estão marcando na roupa que você escolheu: se a calcinha aparecer (a cor ou o formato), troque a cor ou o modelo por uma que fique in-vi-sí-vel!
  4. Tenha a mão calcinhas especiais: shortinhos invisíveis, macaquinhos modeladores para usar sob vestidos justos ou molinhos, etc. Eles não são bonitos, mas são HIPER eficientes!

Claro que o ideal mesmo é ter uma pessoa especializada para ajudar na escolha, mas com estas dicas a tarefa ficará um pouco mais fácil, né?

Uma novidade neste quesito é o retorno do projeto Liz Fit Sense, da marca Liz de lingeries.

Eles estão usando os padrões internacionais de numeração (para cada tamanho de costas existem agora 5 tamanhos de bojo) e estarão, de 6 a 20 de Outubro, com um quiosque no Shopping Morumbi em São Paulo e em lojas pelo Brasil com consultoras à disposição para ajudar as mulheres que passarem a escolher o modelo de soutien adequado. Ótimo, não? Uma oportunidade imperdível para descobrir o seu!

Mais informações: www.lizfitsense.com.br

Beijocas da Rô