Sempre que saio de férias, levo pelo menos um livro para ler, nem que seja no avião e um pouquinho antes de dormir. O hábito da leitura faz parte da minha vida desde sempre, mas durante o ano acabo lendo muitos livros de trabalho e outros mais densos de literatura (fora Harry Potters e outros no meio do caminho). Para as férias porém, opto por livros mais levinhos, bem fáceis e rápidinhos de ler.

Desta vez não foi diferente e os meus eleitos foram Chasing Harry Winston (À caça de Harry Winston), de Lauren Weinsberger, mesma de O Diabo Veste Prada e Lipstick Jungle, da mesma autora de Sex and The City, Candace Buschnell. Comprei os dois na livraria do aeroporto de Paris e devorei-os durante os dias de descanso.

Abaixo, um pouco das minhas impressões do primeiro, e no próximo post, do Lipstick Jungle.

À caça de Harry Winston conta a história de Adriana (brasileira!), Emmy e Leigh, três amigas bem-sucedidas que estão se aproximando dos 30 anos em uma certa crise, onde sentem que tem algo que ainda está faltando em suas vidas.

Emmy e Adriana resolvem então fazer um pacto para mudar drásticamente suas vidas afetivas em um prazo de 1 ano. Emmy, uma monogâmica convicta, é promovida a um cargo novo que requer muitas viagens e promete às amigas se envolver com nada menos do que um homem por continente, sem planos de casamento e sem procurar amor.

Já Adriana, a brasileira de corpo perfeito, sedutora e devoradora de homens (cliché!), promete escolher somente um homem para iniciar um relacionamento sério, ser fiel e ainda conseguir fazer com que ele a peça em noivado, com direito a diamante e tudo.

A terceira amiga, Leigh, tem uma vida aparentemente perfeita: está no auge da carreira, comprou seu apartamento próprio, tem um namorado gatíssimo e bem sucedido que a pediu em casamento… porém tenta lidar com sua infelicidade e suas mil e uma manias apesar de tudo isso.

É um livrinho bem leve e divertido para alimentar nosso lado mulherzinha futil durante as férias. Perfeito para ler à beira-mar, sem hora para acabar. 😉