Hoje vamos fechar a parte de calçados do nosso glossário de moda com mais 4 modelos. Confiram!

  • Sapatilhas (flats, em inglês) são velhas conhecidas. Criadas no século XVIII com inspiração nas sapatilhas de balé, viraram calçado cult nos anos 50, ao serem usadas por Audrey Hepburn e Brigitte Bardot acompanhando calças capri. Sempre sem salto e hiper confortáveis, as sapatilhas possuem inúmeras variações: as ballet flats são as de bico mais quadrado e laçinho em cima, bicolores são as que usam 2 cores como esta da Chanel, a mais cobiçada. Tem também de bico fino, redondo ou peep toe, aqueles com o bico aberto que mostra a ponta dos dedos. Sapatilhas são ótimas alternativas para pessoas que prezam o conforto, porém não querem perder a elegância.
  • Mocassim. Criados pelos índios norte-americanos, o mocassim é caracterizado pela costura sobre a ponta do pé, que junta as laterais à parte de cima do sapato. Normalmente de couro bem molinho, vem em modelos masculinos e femininos, com ou sem salto, cadarço (que passa pelo sapato como neste da foto) e detalhes. Estes, da TODs, são um dos mais famosos. Os mocassims são sapatos informais, perfeitos para momentos de lazer mais despojados.
  • Mary Jane ou sapato boneca. O Mary Jane é um sapato fechado hiper feminino, de gáspea baixa, que deixa o peito do pé bastante à mostra e tem uma ou mais tiras que passam sobre ele ligando um lado ao outro do sapato. A tira normalmente é presa com fivela, mas pode ser também com botão ou velcro, em modelos mais infantis. Os saltos podem ser baixo, médios ou altos. Christian Louboutin fez a versão mais cobiçada pelas fashionistas, que equilibra o lado feminino com um toque de sensualidade, perfeito para produções sofisticadas.
  • Sapato Chanel. Como o nome mesmo diz, este modelo foi criado por Coco Chanel na década de 60, com o intuito de diminuir seus pés. Hoje é um clássico, caracterizado pelo bico fino e fechado e pela abertura na parte do calcanhar, presa somente por uma tira fina que continua até o bico. Os primeiros modelos eram bicolores, de bico escuro e restante claro, porém hoje os sapatos Chanel são muito fabricados em tecido, como este da Ana Paula, para acompanhar vestidos de festa, ou em couro, coordenados com os terninhos das mulheres de negócios.

Tenham um ótimo dia,

Roberta