Ontem, no quinto e penúltimo dia de Fashion Rio, desfilaram Rio Moda Hype, Acquastudio, Espaço Fashion, Ausländer, Elisa Chanan e a mais que cool Juliana Jabour.

Confiram os destaques!

Estreiante no Fashion Rio, a marca Ausländer fez sua coleção inspirada no Web Trend Forecast, ou seja, nos blogs nacionais e internacionais que publicam as imagens de “pessoas comuns” que chamam a atenção nas ruas por seu estilo e que são um caso à parte na moda. Esta moda está a todo o momento entrando na Internet e acaba ditando novos trends, inevitavelmente.



Entre alfaiataria, malhas, saias xadrezes, estampas listradas, de bolinhas, calças skinny, leggings e as calças da vez deste inverno (inclusive masculinas), as camisetas que são marcas registradas da Ausländer também apareceram em meio a gravatas borboleta, cardigãs e jaquetas de couro.

Lembrou pra mim o estilão colegial de “Gossip Girl” e os ingleses no Soho em Londres, passeando nas tardes de domingo…

Os plissados da Acquastudio

Inspirada na arquitetura de Peter Eisenman, a coleção da Acquastudio vem cheia de formas descontruídas através de plissados, dobraduras e babados, com ótimas opções de vestidos para noites sofisticadas.



Marcados por excesso de tecido em caudas, golas extravagantes em forma de leques e laços, os vestidos, em sua maioria tomara-que-caia, são frescos, fluidos e com um quê romântico mas ao mesmo tempo estruturados e bem acabados. A cartela de cores é em pastéis: azuis (marinho e bebê), beges rosados (o chamado “pó de arroz”) e alaranjados.

A mais esperada (pelo menos por mim) foi Juliana Jabour, que fechou o dia. Mostrando somente um vestido de malha no desfile todo, ela apostou em outros materiais para criar as peças inspiradas em “a noite” (da balada e do céu estrelado mesmo) desta coleção, como couro, jeans, tricô e tafetá maquinetado.



As peças são mais “adultas” e incluem jaquetas de couro, cocktail dresses, calças jeans manchadas, tricôs com bordados brilhosos, coletes, camisas e estampas geométricas.

Outra que eu também gosto muito é a Espaço Fashion, que este ano fez uma coleção mais “artsy”, digamos. Com estampas de respingo de tinta, de nuvem e tie-dye, dobraduras, plissados, muitos tricôs, pontas, excessos de tecido envoltos no corpo e transparências, o desfile foi bem urbano, com vestidinhos curtos e esvoaçantes, as famosas calças abauladas no quadril e materiais como seda, veludo e couro.


O desfile começou com pretos e azuis e foi clareando até chegar no off-white e os looks eram acompanhados de cintos de fios entrelaçados e botas de jeans ou camurça com cano caído.

Inspirada nos estilos rocker e punk e com toques esportivos e românticos, a estilista Elisa Chanan faz uma coleção toda em preto, com poucos toques de vermelho.



Como não poderia deixar de ser, o desfile veio regado de taxas, pins, franjas, vestidos tomara-que-caia justos em neoprene, transparências, meias arrastão, calças de gancho baixo, vestidos mais góticos e armados com forro de tule, macacões e jaquetas de couro. Tudo junto e misturado, mas sem perder a coerência.

Mais tarde faço o último post do Fashion Rio!

Beijocas,