Oi meninas!

Hoje vamos falar de um assunto que parece que a todo mundo já sabe, mas sempre me deparo com pessoas que não conseguem ainda diferenciar um pincel sintético de um de fibras naturais e, consequentemente, não sabem para o que cada tipo e formato serve exatamente.

Como o post ficou gigas, vou dividi-lo em 3 partes, assim vocês podem acompanhar tudinho durante a próxima semana e podemos explorar cada detalhe sem medo de ser feliz, ok?

PARTE 1

Diferenças básicas:

Pincéis de fibras sintéticas: utilizados para aplicar produtos líquidos ou cremosos (primers, bases, corretivos, blushes cremosos e líquidos, batons)

Pincéis de fibras naturais: utilizados para aplicar produtos em pó (sombras, blushes, pó solto ou compacto, pigmentos)

Pincéis de fibras mistas: utilizados para aplicar produtos líquidos ou cremosos (bases, corretivos, blushes cremosos). O que acontece nesse caso é que as fibras sintéticas que são as que mais ficam em contato com a pele fazem o papel de misturar e aplicar o produto na pele, e as fibras naturais ajudam na fixação e espalham o produto melhor e mais uniformemente.

Detalhamento do uso:

Pincéis para pele:


Pincel de base: feito de cerdas sintéticas, pode ser usado para aplicar base em creme, líquida ou mousse, também recomendado para aplicar hidratantes pré-make, primers e corretivo em áreas maiores no rosto. O segredo do uso desse pincel é sempre passá-lo no sentido de dentro pra fora indo em direção ao cabelo e à mandíbula num movimento como se estivesse varrendo o produto aplicado pra fora do rosto. Assim, a aplicação fica leve e uniforme.

Pincel de corretivo: feito de cerdas sintéticas ele tem o formato parecido com o pincel de base, porém menor. Existe uma variedade grande de tamanhos e formatos de pincéis de corretivo além do tradicional, uns com ponta fina para espinhas e pontos específicos do rosto, outros com ponta arredondada. Aí é ver com qual você melhor se adapta.

Pincel de pó: feito de cerdas naturais, denso e com o topo arredondado é ideial para aplicar o pó compacto ou solto. Sua concentração de cerdas naturais faz o pó transferir bem para a pele e espalha uniformemente.

Pincel de blush redondo: feito de cerdas naturais, é ideal para aplicar blush nas maçãs do rosto.

Pincel de blush angulado: feito de cerdas naturais, é ideal para aplicar blush e bronzer para marcar o contorno do rosto já que o ângulo do pincel trabalha com os ângulos da face.

Pincel duofiber: mistura de cerdas sintéticas (as brancas) e naturais (as pretas). Usado para espalhar e esfumar base, corretivo e blush. É um investimento, já é um dos pincéis mais caros, e não é extremamente necessário para maquiar, mas é um ótimo aliado para deixar tudo mais leve, espalhado e bonito. Eu não vivo sem o meu! Se a base tá pesada, ou o blush muito intenso é só passar o duofiber em movimentos circulares na área e tudo fica mais dissolvido e levinho. Existe uma versão pitica dessa pincel que é só pra blush, mas só com o grande rola fazer tudo.

No proximo post continuaremos com o detalhamento de uso, falando de pincéis para os olhos. Não percam!

Beijos,

S.