Aconteceu na semana passada o Décimo Encontro de Moda Unisul no sexto piso do Beiramar Shopping, aqui em Florianópolis.

Os desfiles, que foram adiados do dia 25 e 26/11 para os dias 02 e 03/12 devido às chuvas no estado, tinham inspiração na cultura de Florianópolis e nos 100 anos de Franklin Cascaes, e mostraram as criações do curso de Tecnologia em Design de Moda da Unisul.

A convite de minha amiga Ju que está na quarta fase do curso, fui conferir o primeiro dia do evento e trago aqui minhas impressões para vocês. Obrigada Ju querida! 😉

A primeira fase fez uma exposição por toda a área externa do 6o andar, com looks conceituais em Morim inspirados nos estilistas catarinenses.

Os desfiles, que começaram um pouco atrasados devido a grande quantidade de gente querendo entrar no espaço, foram iniciados pela 3a fase, que mostrou suas criações para uniformes escolares de escolas tradicionais de Santa Catarina inspirados em bandas Catarinenses. Muitas influências do hip hop (trend americana, pixações) e roupas esportivas nos looks (uniformes de basquete, tênis, influências cheerleaders), alguns também com toques retrô (cabelos à la Amie, sapatos boneca com meia, bolinhas, lacinhos, vestido victoriana, etc.). Eu adorei o casaco de abotoamento duplo bem girlie para o Colégio Catarinense e o casaco victoriana das fotos abaixo!


Após uma pausa com direito a entrevistas e imagens dos desfiles passados no telão, a quarta fase mostrou suas mini-coleções (4 looks por vez) para empresas de confecção da região, o que eu achei o ponto alto do desfile. As criações foram criativas e usaram muitas tendências de moda atuais como Tie-dye, degradê, rocker, rendas e transparências.


Muitos decotes nas costas, xadrezes, criações com brim, florais (nas estampas e nos cabelos), laços, fendas e surpresinhas com a remoção de peças, mangas e poás nas criações indo do ultra sexy até mulheres superpoderosas de longo e chapéu, inspiradas em confecções como Felipe Ferreira, Patum, Lemon, Vapor’s entre outras.


Para o masculino, sobreposições, golas que viram capuz e muita sarouel numa moda bem street.


Após mais uma pausa e um susto com o cheiro de plástico queimado que sentimos na primeira fila, a segunda fase mostrou alguns looks conceituais em branco, desenvolvidos em failete e inspirados na Florianópolis de Franlin Cascaes. Achei bem carnavalesco e futurístico com direito a redes de tecido, capas, golas “a la Conde Drácula”, caudas e muitas armações.


No segundo dia de desfiles (eu não pude ir), a 5a e última fase do curso mostrou suas mini-coleções, inspiradas na música Rancho de Amor à Ilha: “Um pedacinho de terra perdido no mar…”.

Claro que é ainda um evento de certa forma amador, porém valorizo muito as iniciativas locais e acho super interessante conhecer as criações, principalmente com temas que relacionados à cultura regional tão pouco divulgada. Vamos torcer para que a cada ano este evento melhore e ajude na formação de um mais completo e profissional calendário de moda no estado de Santa Catarina.

De qualquer forma, parabéns aos alunos e aos professores da Unisul pelo desfile!

As fotos deste post são do meu amigo Bruno Melo do Verdade Absoluta, ó nóis aqui na primeira fila!!


Beijocas da Rô!