Conheci a Karla Silva no coquetel da Makenji, após o desfile da marca no último Donna Fashion DC. O look dela me chamou bastante a atenção pois é um vestido com modelo de verão, que deixa bastante pele à mostra pelo fato de ser curto e de decote tomara-que-caia, mas com um material que normalmente não utilizamos tanto nas estações quentes: o couro.

Mas isto está mudando, né? Quem está antenado nos blogs de street stye de todo o mundo já tem visto há algum tempo os shorts, sainhas e macaquinhos de couro por aí. É a moda que não está mais dando muita bola para os guarda-roupas de cada estação e propõe o uso da criatividade para que ninguém precise parar de usar suas roupas preferidas só porque o clima mudou. E eu super apóio!

O dia estava mais quentinho mesmo e Karla me contou que não via a hora de poder usar os vestidos lindos que havia recebido em sua loja, a BK Store. “Eu adoro o modelo tomara-que-caia e também amei este ar de corset (*) que este vestido tem, super em alta para o verão”, frisou ela.

A BK Store mostrou sua coleção no último Donna Fashion DC e o vestido de Karla foi um dos desfilados na passarela do Beiramar Shopping.

Para mais um toque invernal, as open boots de camurça foram uma boa pedida “além de serem uma forte tendência também, né?”, disse Karla. O cano médio ficou bem bom para ela, que possui pernas torneadas e finas, e também pelo fato de o vestido ser mini, deixando mais perna à mostra e evitando o efeito achatador.

Sem deixar de lado que o couro aquece, né? Então, tanto o vestido quanto o cano médio da bota permitem que Karla saia com este look mesmo em dias não tão quentes assim, como foi o caso naquele dia.

O mix de couros também foi outro toque interessante na minha opinião, além do jogo de tom-sobre-tom feito inclusive com a pele dela, bronzeada no dia anterior com bronzeamento à jato. Esta cor, aliás, causou “inveja-branca” na mulherada ainda branquinha no coquetel, que quiseram saber todos os detalhes sobre a técnica. Eu achei que ficou super natural, e vocês?

E, já que os ombros e pescoço estavam de fora, nada melhor do que um maxi-brinco de cristais fumê para preencher o espaço e que, mantendo a palheta de cores, trouxe mais uma pitada de sofisticação ao visual.

Para finalizar, mais um toque que acho necessário comentar: o cabelo! Ao invés do solto, super comum, Karla optou por prendê-los de um lado só, trazendo charme extra à produção.

Eu sempre acho que qualquer pequeno detalhe que criamos com o cabelo deixa o look muito mais interessante como um todo: um coque bagunçado, um ganchinho delicado, um rabo ou cabelo torcidinho são dicas ótimas para começar a usar. Que tal? 😉

Para saber mais sobre a loja de Karla, a BK Store, cliquem aqui!

Beijocas,

Roberta Carlucci

(*) Vale frisar que o termo correto é corset ou espartilho e não corselet, como muita gente tem o costume de dizer! O corselet é, na verdade, um colete que era usado por cima das armaduras dos cavalheiros de antigamente. 😉