Queridas,

Hoje trago para vocês um truque que aprendi quando morava em Londres com as empresárias e mulheres londrinhas, que o usam muito para manter a elegância que um salto proporciona sem morrer de dores no pé, já que as distâncias lá são grandes e anda-se muito o tempo todo, seja para trocar de estação de metrô ou para dar conta das corridas diárias que toda a mulher tem que fazer.

O look do dia delas é pensado para que possa ser usado com sapato baixo E com salto e, ao sair de casa, a sapatilha (ou tênis) vai no pé e o salto na bolsa. Todo o percurso no metrô, ônibus ou andando é feito com o calçado confortável, sem stress e, ao chegar na frente do escritório ou na hora de pegar o café na padaria mais próxima, ele é trocado por um salto lindo, que sempre dá aquele up na autoestima e confiança, não é mesmo?

Assim ela trabalha com as pernas alongadas mas na hora de ir embora pode se recompensar trocando novamente para seus confortáveis pares de tênis ou sapatilha para fazer o percurso de volta para casa ou para a academia, Ioga, curso e afins. Não é uma ideia super prática?

Trocando o sapato

Aqui a gente anda mais de carro, entretanto as mulheres possuem rotinas tão corridas quanto e vão de um lugar para outro o tempo todo. Quem tem filhos ainda tem que fazer a função com as crianças e tudo o mais, o que dificulta às vezes estarmos de salto, porém não queremos andar o tempo todo de rasteira, afinal tem momentos em que precisamos estar mais poderosas também.

Adaptando essa dica para nossa realidade, basta deixar uma sapatilha ou tênis mais confortável no carro ou na bolsa para o que der e vier, no meu caso para fazer o supermercado depois de um atendimento e/ou evento ou ir buscar a filha na escola com mais tranquilidade, não sujar o sapato de salto em dia de chuva e por aí vai.

E aí, que tal experimentar?

Beijos,

Roberta

 Imagem: reprodução.