Listras são uma padronagem super clássica, ou seja, não saem de moda (já falei disso aqui!), e sua maior vantagem é que funcionam para todos os biotipos, ajudando a destacar aquelas partes do corpo que você ama ou camuflar o que não quer mostrar.

O segredo para fazê-las funcionar em você? Entender dos seus efeitos e usá-los a seu favor.

Vem que eu te explico!

Listras horizontais para criar volume ou curvas

Use listras horizontais nas áreas do corpo para as quais quer trazer volume, como por exemplo em uma blusa para quem tem seios pequenos, e evite-as nas áreas mais largas que quer diminuir visualmente, como um quadril largo que lhe incomoda.

Ao mesmo tempo, elas também pode ser usadas para criar a ilusão de curvas, como por exemplo em um corpo bem magro que quer adicionar voluptuosidade a seios ou quadril.

Listras verticais para alongar e afinar

Use a padronagem de listras verticais sempre que quiser alongar, como em calças ou saias se você tiver pernas mais curtas ou grossas, por exemplo. Um blazer com listras neste sentido também ajuda a camuflar uma barriguinha saliente ou aqueles famosos pneuzinhos laterais!

Respeite suas proporções

Listras grossas ficam melhores em pessoas de corpo com proporções maiores, como mulheres altas ou com estrutura óssea maior. Já as mulheres petits ou mais baixinhas ficam mais harmoniosas com listras mais finas e delicadas.

Também tenho a impressão que as listras mais grossas acabam por engrossar a região, enquanto listras mais finas parecem alongar mais!

E você, usa listras? Já parou para pensar nestes efeitos e já os usa a seu favor?

Beijos e até a próxima,

Roberta