Como vocês já devem ter percebido nos looks que posto aqui no blog, sou do time do “menos é mais”: cores neutras, peças mais clássicas e poucas estampas são a base do meu guarda-roupa, ao mesmo tempo em que adoro acessórios, selecionadas tendências (só as que combinam com meu estilo, né?), cores intensas (as que me valorizam, tiradas da minha palheta de cores) e texturas como complementação de produções mais básicas. Para dar aquele tchãn, né?

O problema é quando o estilo da pessoa é mais chamativo e o que seria um look cheio de personalidade (adoro!) acaba virando uma árvore de natal de informações, tipo “tudo-ao-mesmo-tempo-agora”: brilhos, maxi-brincos e colares e anéis, mega sapatões e super make. Aí não dá, né? Especialmente se o seu ambiente de trabalho é mais conservador.

Da mesma forma, o outro lado da moeda também é problemático: aqueles looks sem graça, sem acessórios, com 0% de esforço para serem interessantes acabam fazendo com que a pessoa passe despercebida, ou seja, sua imagem não estará contribuindo para seu sucesso profissional e pessoal.

Se você é do time que já gosta de uma produção mais poderosa  mas não quer ficar “over” ou daquele que sempre se sente simples demais, vai adorar o vídeo abaixo sobre o guia dos 10 pontos, feito por uma das mais conceituadas consultoras de imagem do Brasil (e minha profe querida!), Ilana Berenholc.

Este truque é uma maneira fácil e rápida para se avaliar de forma gostosa no espelho e descobrir se o seu visual não está chamando mais atenção do que você ou se estão faltando acessórios, texturas, 3as peças ou cores que façam você brilhar mais perante ao mundo.

Apertem o play!

E aí, gostaram? Vamos colocar em prática?

Beijinhos e boa semana,

Roberta Carlucci