Procurar a perfeição pode ser uma grande limitação: limita a liberdade de sermos nós mesmos, nos fazendo acreditar em fórmulas mágicas que simplesmente não existem. Destacar uma falha pode, sim, nos fazer ser totalmente únicos e especiais.