O Natal está chegando, Réveillon também e com eles muitas pessoas se preparam para viajar.

Mas, não importa motivo da viagem, sempre nos deparamos com o velho problema: que mala escolher? O que levar? Como organizar tudo da melhor forma possível para ter o máximo de looks com o mínimo de roupas e acessórios sem perder o estilo?

Como eu sou do grupo que vai viajar nos próximos dias e tenho na bagagem muitas milhas de vôo, aproveito para fazer um post dando algumas dicas para vocês ficarem mais tranquilos e arrasarem em seus destinos, sejam estes quais forem!

Vamos começar com a escolha das malas e a preparação, antes mesmo de pensar nas roupitchas para levar. Depois passaremos para a escolha de looks e por último a organização da mala.

Vamos lá!

Parte 1 – A escolha da(s) mala(s) e preparação
Sempre digo que não adianta você estar sempre impecável e, na hora de viajar, estar com uma mala detonada, transbordando de coisas ou com mil malas e bolsas, sem mão nem para atender o celular! Também não adianta você estar com a mala linda e as roupas que você levou na viagem serem impróprias, não práticas, chegarem amassadas ou não combinarem umas com as outras, não é mesmo?

O primeiro passo é definir com qual mala você irá viajar. Faça isso pelo menos 1 semana antes da viagem, assim você terá tempo de comprar uma mala, bolsa ou necessaire de última hora, caso seja necessário.

O ideal para viagens longas é você ter uma mala para despachar e outra de mão para levar algumas coisas, como documentos, uma muda de roupas, algo para comer, seu kit de higiene e todas aquelas coisinhas de necessidade básica numa viagem. Em viagens curtas, é possível tentar colocar colocar o essencial dentro da sua bolsa ou mala do notebook, afinal quanto menos você carregar melhor, sempre!

A mala de despachar ideal deve ter as seguintes características:

    • Rodinhas (a com 4 é o máximo, comprei uma e não consigo mais viver sem ela, pois o peso fica todo no chão)
    • Puxador retrátil (aquele que você consegue enfiar de volta na mala quando for despachar, também chamado de puxador telescópico)
    • Ser resistente (bons zíperes, material externo que não vai amassar, manchar ou rasgar facilmente)
    • Ter expansor (aquele zíper que você abre e que aumenta a mala em + ou – 20%)
    • Ter forro para não sujar as roupas (de preferência removível para que você possa lavá-lo)
    • Ter divisões internas

    Lembre-se também do peso da mala: as companias aéreas estão diminuindo cada vez mais o peso permitido, portanto opte por malas mais leves quando for comprar, afinal quanto maior o peso da mala menos conteúdo você poderá levar.

    Além disso, na Europa e em muitos destinos de praia não são todos os hotéis, estações de trem, metrô, etc. que tem elevadores ou escadas rolantes, então uma mala muito pesada pode trazer dores de cabeça (e nas costas) durante a viagem.

    Sempre recomendo que a pessoa leve somente uma mala para despachar, então dependendo da quantidade de dias que você ficará fora e da quantidade de coisas que precisa levar, o melhor é escolher uma mala maior onde caiba tudo. E cuidado com os excessos, claro.

    Já a bolsa de mão deve ser preferencialmente:

      • Pequena, mas espaçosa
      • De cor neutra (para combinar com qualquer outfit de viagem)
      • Ter algumas divisões internas (fica mais fácil organizar e achar os objetos dentro dela)
      • Ser maleável (ela tem que caber embaixo do acento do vôo ou no compartimento de bagagem lotado!)

      Indico aquelas que possuem uma alça maior (removível) para pendurar no ombro. Para os homens, uma malinha de couro ou mochila pequena são boas opções.

      Lembre-se somente de que sua bolsa deve respeitar as normas de bagagem de mão, que costumam ser: peso de no máximo 5kg e dimensões de 115cm (somando altura + largura + profundidade) em vôos domésticos e normalmente 10kg e mesma dimensão em vôos internacionais. Consulte sempre as normas da companhia que você vai viajar antes de escolher sua mala, para não ter surpresas de última hora.

      Malinhas de mão femininas Prada e Fendi

      Malinhas de mão masculinas Bottega Veneta, Andrew Marc e Marc by Marc Jacobs

      Verifique também se irá precisar de mais uma bolsa para a volta! Viagens para congressos, feiras ou de compras sempre agregam novos itens na bagagem, então ou deixe espaço suficiente para eles ou leve uma bolsa extra, leve e dobrável, para despaixar o que não coube na hora do retorno.

      Além disso, não esqueça de identificar suas malas com uma etiqueta contendo seu nome, telefone, email ou endereço. Se a sua mala for preta, recomendo também que você coloque algum adesivo ou faixa para identificá-la melhor na esteira.

      Algumas companhias aéreas têm etiquetas no balcão que você pode preencher na hora do check in, mas contar com isso é meio ruim pois não é sempre que estão disponíveis.

      Outro ponto importante é a segurança. Para você não correr o risco de chegar no seu destino sem perfume ou bijus, feche sua mala com cadeado, de preferência com segredo.

      E não se esqueça de separar a necessaire! Tenha uma maior para colocar dentro da mala que será despachada e outra menor para a malinha de mão, onde irão os itens básicos de higiene que você usará no avião.
      Cuide, porém, com o que vai levar na malinha de mão: em alguns vôos internacionais, como os para a Europa, existem restrições para lembalagens de líquidos com mais de 100ml, e em todas as companhias é proibido levar para o avião qualquer objeto cortante ou inflamável. Verifique as normas para seu destino (lembrando das conexões) e mantenha-se de acordo para evitar problemas.

      Agora que está você já tem mala, bolsa de mão, cadeado, necessaire e já sabe as normas da companhia aérea, comece a pensar na programação da viagem e nas coisas que quer levar. Este é o assunto da parte 2, no próximo post!

      Beijocas,

      Mais sobre malas de viagem: