Quero ser personal stylist, e agora?

Quero ser personal stylist, e agora?

Perdi a conta da quantidade de emails que já recebi de pessoas pedindo conselhos para começar na profissão de personal stylist ou consultor de imagem.

Algumas mais focadas, outras nem tanto, as pessoas ainda ficam bem perdidas na hora de começar nesta área ainda tão nova aqui no Brasil.

Por isso, resolvi levantar aqui alguns pontos e dar algumas dicas para quem está querendo se voltar para este ramo, vindo de outras áreas como eu ou não.

Vamos lá?

1. Você sabe do que se trata?

Em primeiro lugar, é super importante saber o que é ser um personal stylist. Muita gente quer “trabalhar com moda” e se volta para esta área específica dentro deste enorme universo sem saber do que se trata, porque “não precisa saber desenhar” ou porque simplesmente gosta de roupas, de tendências e de vestir amigos.

A consultora de imagem trabalha muito mais com o ser humano do que com a moda em si. Nosso objetivo é traduzir a personalidade, os objetivos e o universo de uma pessoa para sua imagem pessoal, processo realizado através de muito estudo, técnicas de análises teóricas e visuais, conversas e muita observação, até que o cliente se sinta confortável com a mensagem que projeta para o mundo.

Lidamos, sim, com roupas, mas a imagem é muito mais do que isso: envolve etiqueta, comportamento, linguagem, auto-estima e por aí vai.

2. É preciso ter uma boa formação!

Por lidarmos com um assunto tão sério como a imagem de uma pessoa, é preciso estudar e praticar muito antes de “colocar a mão na massa”. Só gostar de roupas e ter bom gosto não é suficiente, afinal o bom gosto é totalmente relativo e o maior desafio do personal stylist é justamente se desprender de seu gosto pessoal e entrar no universo do cliente, procurando entender de onde ele vem e para onde ele vai, como se enxerga, suas inseguranças e objetivos. E, para isso dar certo, é preciso ter uma base técnica bem desenvolvida.

Não existe ainda uma universidade de Consultoria de Imagem, portanto o profissional que deseja começar nesta área deve ir atrás de cursos específicos, tanto focados para consultoria quanto dentro do universo da moda, psicologia, linguagem não-verbal, marketing pessoal e afins.

Se você tiver uma formação em outra área antes ou até mesmo em outro ramo da moda, ótimo. Todo e qualquer conhecimento é bem-vindo e nunca será perdido.

O mais importante nesta etapa é fazer bons cursos, com profissionais experientes, que saibam do que estão falando.

3. Cursos que eu recomendo

No Brasil:

  • O meu!! (formação intensiva em consultoria de imagem com Roberta Carlucci) – Depois de 7 anos atuando como consultora de imagem, lancei meu curso em 2015 para formar novas consultoras ou aperfeiçoar quem já está na área e quer conhecer o meu método.
  • Ilana Berenholc (consultoria de imagem, consultoria para homens, coloração pessoal) – Ilana é uma das consultoras mais antigas e experientes do país, VP International Relations da AICI – órgão internacional que regulamenta a profissão. Fiz o curso de coloração pessoal com ela e gostei bastante.
  • Escola São Paulo (história da moda, consultoria de moda e palestras diversas) – Tem uma reputação ótima, promove cursos super interessantes e com profissionais sempre muito bem reconhecidos.
  • Senac São Paulo (análise de cores, consultoria de imagem, etiqueta social, marketing pessoal, história de moda e outros) – Os cursos de consultoria e coloração são gerenciados por Ilana e a instituição costuma convidar profissionais experientes e conhecidos para seus cursos diversos.

No exterior:

Vale ressaltar que o consultor de imagem precisa estar constantemente se atualizando, lendo e se especializando, ou seja, é uma formação para a vida toda, assim como em outras profissões. Leia livros, freqüente sites, blogs, eventos e desfiles, promova a troca de informação entre outros consultores e pessoas da área. Afinal, conhecimento nunca é demais!

4. Antes de tudo, cuide da sua imagem!

Será que você passa uma imagem de consultora de imagem? Será que você tem autoridade, conhecimento e informação suficiente e demonstra isso através de sua imagem pessoal? Como será que as pessoas a vêem? Elas já a enxergam como alguém que poderia lhe guiar neste sentido?

É muito importante avaliar sua imagem e sua postura antes de começar a trabalhar como consultora. Afinal, de nada adianta você querer passar o conhecimento para outro alguém se você mesma não o aplica, né?

Aproveite para usar na prática o que aprendeu nos cursos que fez e nos livros que já leu em si mesma, testar o que funciona para você e o que não, fazer exercícios em seu armário e assim por diante. Se puder, faça uma consultoria com outra consultora mais experiente para ver como é ser o cliente, entender como funcionam os processos e aprender com outros pontos de vista. Que tal?

5. Para começar a trabalhar

Depois de fazer cursos de consultoria, se especializar nas diversas etapas do serviço e cuidar de sua imagem, é hora de começar a trabalhar de verdade.

Antes de qualquer outra coisa, é importante definir que tipos de serviços você irá oferecer (pacotes, preços, etc.), suas formas de apresentação (currículo, site, email, cartões e papelaria em geral), formatos de books e dossiês, propostas, providenciar os materiais necessários para fazer a consultoria (máquina fotográfica, kit de coloração, materiais de apoio, etc.) e assim por diante.

Procure ajuda de outros profissionais se necessário (designers, gráficas, assessoria de imprensa) e vá a luta!

E lembre-se: o profissional consultor de imagem é liberal, ou seja, trabalha normalmente por conta própria em seu escritório ou de casa. É preciso bastante disciplina e paciência para começar e continuar trabalhando, pois você será seu chefe, incentivador, crítico e próprio consultor.

Ame a profissão, o que você faz, que tudo vai dar certo!

6. Conseguindo clientes

Antes de qualquer cliente, é preciso ganhar experiência prática: comece fazendo consultorias para seus amigos e familiares, e depois outros clientes virão.

Identifique seu público-alvo: com quem você se relaciona mais facilmente? Adolescentes, adultos, classes sociais. Afinal, assim como o cliente deverá gostar de você, você também precisará gostar e se identificar com ele para que seu trabalho tenha o melhor aproveitamento possível.

Investir no seu networking é sempre uma boa estratégia (mande emails para seus amigos, por exemplo, para que eles saibam que você está trabalhando com isso e possam indicá-lo), procure parcerias com outros profissionais, lojas e sites, enfim, comece a colocar a cara à tapa!

E lembre-se: o atendimento primoroso é que irá garantir indicações, o melhor marketing que existe, e novas consultorias. Portanto, mais importante do que se promover, é fazer um ótimo trabalho, saber do que está falando e surpreender o cliente.

7. Ética na profissão

Já existem outras pessoas nesta área com mais experiência e mercado que você, ou seja, lembre-se sempre de respeitá-las e de buscar aliados, nunca inimigos.

Se quiser fazer uma pesquisa de preços, prefira ser sincera: está começando, precisa de ajuda? Todos já passaram por isso. Seja humilde e verdadeira, que pessoas com certeza lhe respeitarão muito mais e lhe ajudarão.

E não se preocupe: cada consultor tem uma personalidade, formação, preços e um estilo diferente, ou seja, existem clientes para todos. Uns irão se identificar mais com você, outros com outros. Acostume-se a receber nãos, a perder para a concorrência e não se culpe, pois é assim mesmo. Concorrência é saudável, faz parte do capitalismo e nos incentiva a ser sempre melhores, a nunca nos acomodarmos.

Por isso mesmo nunca, sobre hipótese alguma, copie (preços, propostas, estilos, serviços, sites e afins). Se você não tiver autenticidade, um diferencial, não se destacará na multidão. Procure mostrar suas qualidades, se valorizar pelo que você é e não pelo que os outros possuem.

Caso queira fazer um benchmarking (pesquisa de concorrência – quem está no mercado, o que fazem, formação, experiência, preços), seja sincera, apresente-se e procure não fugir muito dos valores de mercado de sua cidade ou região: cobrar preços muito baixos só irá desvalorizar seu trabalho, enquanto muito altos poderão lhe distanciar de possíveis clientes. Aqui, mantenha-se dentro do universo de seu público alvo também, claro.

Ah, e preços não são chutados! Você precisa saber justificá-los, centavo a centavo, pois os clientes com certeza tentarão negociar. Ou seja, é preciso um estudo de seus custos, gastos e necessidades para chegar a um valor justo e que possa ser cobrado corretamente.

E por fim, nunca fale mal de outros profissionais e muito menos de clientes. Aliás, o sigilo é uma parte importante do nosso trabalho, pois a intimidade do cliente ficará exposta a você e eles precisarão saber que podem confiar em seu bom-senso.

Gente, existem mais mil e uma coisas que eu poderia falar, mas acho que este é um apanhado geral do que acho que são as maiores dúvidas dos iniciantes. Espero que gostem e usem estas informações! Ah, e divirtam-se! 😉

Beijocas e boa sorte!

Roberta Carlucci

Escrito por Roberta Carlucci

Personal Stylist/Consultora de Imagem de pessoas do mundo real, referência em imagem & estilo no sul do país, autora deste blog e agora também mãe da Stellinha!

Artigos Relacionados

Compartilhe!

  • Luana Rocha

    Oi Roberta td bem? Sou pedagoga,amo moda toda essa parte estetica tanto feminina qto masculina… quero muito entrar no ramo e personal stylist como faço?? por onde devo começar?? bjos

  • Pingback: #90 – Moda: PERSONAL STYLIST | Casa de Beauté()

  • http://www.robertacarlucci.com.br Roberta Carlucci

    Oi Rafhaeli,
    Infelizmente não conheço cursos no Rio, mas pertinho daí, em SP, tem os que indiquei no post acima!
    Boa sorte e volte sempre!

  • http://www.robertacarlucci.com.br Roberta Carlucci

    Que bom que gostou das dicas, Solange! 🙂

  • http://www.robertacarlucci.com.br Roberta Carlucci

    Infelizmente não conheço os cursos em Goiânia, Renan, mas com certeza deve haver algo aí perto que possas experimentar, nem que seja um curso introdutório para veres se é isso mesmo que queres fazer! 🙂

  • http://www.robertacarlucci.com.br Roberta Carlucci

    Olá Flavia,
    Indico super o FIT, o Marangoni e também a Parsons, em Londres!
    Boa sorte!

  • http://www.robertacarlucci.com.br Roberta Carlucci

    Olá Silvana,
    Não conheço nenhum curso online de formação em Consultoria que seja de qualidade. Acredito inclusive que, pelo menos os primeiros, devem ser feitos presencialmente para um aprendizado mais profundo e de qualidade. Veja se não existe um curso legal em uma cidade próxima da sua e tente se organizar para uma viagem, acho que esta será sua melhor opção!
    Boa sorte!

  • http://www.robertacarlucci.com.br Roberta Carlucci

    Olá Rita,
    Os cursos que relacionei acima não precisam de experiência prévia e você pode inclusive procurar alguns introdutórios no Senac, acho que na maioria das cidades grandes eles oferecem diversos cursos em diferentes áreas da moda.
    Boa sorte!

  • Danielli

    Boa tarde, faço curso de modelagem do vestuário e me interessei por esse ramo da moda, infelizmente não tenho dinheiro para fazer um curso ainda, você teria alguns livros para me indicar sobre como se tornar um personal stylist? Obrigada.

  • Michelle Miranda

    Oi Roberta, primeiro quero agradecer imensamente pelo post, mesmo sem saber me ajudou 90%, me incentivou e tirou meus medos e duvidas.
    Estou no segundo semestre do curso Tecnólogo Design de Moda, e no momento estou no segundo dia do curso de inverno da faculdade, de Consultoria de Imagem com Alexandre Taleb. Queria tirar só mais uma duvida rs, se é muito cedo pra começar a investir na carreira de personal e ou consultora, por ainda faltar 1 ano e meio para o término da faculdade?Tenho a intensão de fazer um curso de personal stylist na Panamericana de Artes.

  • Roberto O. Alves

    Roberta Carlucci, muito obrigado obrigado mesmo por estas dicas, há um tempo que quero fazer isso, mais não sabia como e tinha insegurança… Eu já tenho um foco, só faltava uma “luz” de como dá o Start… Agora já posso iniciar o meu Projeto. Muito obrigado! <3

  • Davi Vieira

    Bom Dia!
    tenho 20 anos de idade, e mais ou menos 2 anos estudando moda em geral.
    Mas gostaria de me tornar personal stylist , tenho todos requisitos, inclusive faço croquis de moda, todos amam, mas ainda falta saber se estou passando uma boa imagem do que sou, apesar de que uma vez uma moça veio me pedir ajuda porque ela tinha uma seleção de modelos pra participar. Bom queria saber se com esse meio período já posso começar o meu trabalho?

  • http://www.kastyler.com Karine De Araujo

    amei as dicas!!

  • http://www.robertacarlucci.com.br Roberta Carlucci

    Que bom que gostou, Karine. 🙂
    Obrigada pela visita!

  • http://www.robertacarlucci.com.br Roberta Carlucci

    Oi Luana,
    Comece fazendo um bom curso de formação, que lhe dará a base para fazer um excelente trabalho! Estamos com vagas abertas em nossas turmas, agora também em São Paulo e Curitiba: http://www.robertacarlucci.com.br/cursos
    Obrigada pela visita e comentário! 🙂

  • http://www.robertacarlucci.com.br Roberta Carlucci

    Olá Danielli, tudo bem?
    As melhores literaturas da área são em inglês. Acredito que em Português haja somente o livro da Tita Aguiar, o Personal Stylist, que é bem introdutório. De qualquer forma já vai se informando, né? 🙂
    Obrigada pela visita!

  • http://www.robertacarlucci.com.br Roberta Carlucci

    Oi Michelle, tudo bem?
    Que bom, fico super feliz que tenha gostado!
    Não é cedo não! Faça o curso no seu ritmo que todo o conhecimento adquirido é sempre um plus! 🙂
    Fico à disposição também com nossas turmas de formação, vou adorar se puder fazer parte de sua trajetória: http://www.robertacarlucci.com.br/cursos
    Obrigada pelo comentário e volte sempre! 🙂

  • http://www.robertacarlucci.com.br Roberta Carlucci

    Ahh que bom Roberto, fico feliz em saber que te incentivei de alguma forma.
    Obrigada pelo comentário e boa sorte! 🙂

  • http://www.robertacarlucci.com.br Roberta Carlucci

    Oi Davi,
    Uma coisa que recomendo às minhas alunas do curso de formação é que elas mesmas passem por uma consultoria de imagem justamente para alinhar seus novos objetivos com a imagem que estão transmitindo para que fique adequada a seu público-alvo e transmitam segurança em seus futuros atendimentos. De repente este também é um bom conselho pra ti?
    Ah, e mesmo tendo trabalhado com moda antes, é bem interessante que você faça um curso focado em consultoria de imagem para começar a atender clientes, ok?
    Boa sorte! 🙂

  • http://www.robertacarlucci.com.br Roberta Carlucci

    Oi Karine, que bom que gostou!
    Obrigada pela visita e comentário! 🙂

  • Hághata Cristina

    Esse curso de verao que fez no instituto em ny e só para pessoas ja formadas?

  • Taiana Mendes

    Olá Roberta! Me apaixonei com seu post. Sério…amei mesmo! Todos os posts e sites que eu olhava não encontrei dicas como a sua (direta e bem explicada). Eu moro em uma cidade do interior de Minas Gerais, não temos faculdades ou instituições que fornecem estudos na area da moda. Infelizmente, por enquanto ainda não tenho condições de fazer um curso fora.

  • http://www.robertacarlucci.com.br Roberta Carlucci

    Olá Taiana,
    Que bom que gostou do post. Obrigada! 🙂
    Que pena que não tem cursos aí, mas vai se organizando que uma hora você com certeza conseguirá vir fazer o curso com a gente. Será um prazer te receber!
    Beijos

  • http://www.robertacarlucci.com.br Roberta Carlucci

    Olá Hághata,
    Não, o curso no FIT de curta duração é bem introdutório e a formação de 2 anos é para quem quer começar na área do zero.
    Boa sorte! 🙂