Uma das perguntas que mais respondo em entrevistas é: “É possível se vestir bem gastando pouco?”

E minha resposta é sempre SIM! Super!

Preço não é sinônimo de qualidade ou bom-gosto, pois vemos muitas coisas caras que não valem absolutamente a pena, assim como também encontramos peças super legais em lojas muito simples, que nunca imaginamos.

O segredo está sempre em garimpar! Ter paciência e olhar crítico com as peças, seja qual preço for, avaliando se elas realmente tem uma acabamento e qualidade boas, se combinam com seu estilo e, principalmente, se valorizam seu corpo e sua imagem.

Vejam abaixo algumas dicas bem legais para encontrar peças mais em conta sem perder o estilo:

7-dicas-economizar-compras

1. Acessórios

O orçamento apertou? Compre acessórios! Eles são mais baratos que muita peça de roupa e o custo por uso acaba sendo sempre menor, pois você usa o mesmo acessórios com mil e um looks, além de serem chave para dar um up nos looks mais básicos e nas peças de cor neutra ou modelagens mais simples.

2. Aposte nas fast fashions

Foi-se o tempo de ter preconceito de comprar em lojas grandes de departamento. As francesas compram roupas até no supermercado e são cheias de estilo, por que você se acharia menos fazendo o mesmo?

Mas, garimpar peças que valham a pena requer uma certa paciência e uma dose de auto-controle, afinal os preços baixos podem resultar em compras por impulso e, mesmo sendo baratinho, é preciso sempre avaliar com calma a qualidade e o acabamento.

Uma dica ótima são as coleções que as fast fashions fazem com designers renomados: riachuelo, C&A, H&M, Target e outras já fizeram coleções com estilistas do calão de Stella McCartney, Karl Lagerfeld e Roberto Cavalli. É para ficar de olho!

3. Invista mais nas peças certas/chaves/curingas

Outra dica-chave para gastar menos ao se vestir melhor é separar um orçamento maior para as peças que você usa mais: aquela calça preta reta que é pau para toda a obra, o vestido tubinho que você leva para todas as viagens, o blazer de cor neutra que lhe veste como uma luva, e assim por diante.

Peças que você quer que dure mais e que multiplicam possibilidades no guarda-roupa (os neutros, clássicos, curingas!) são aquelas onde uma fatia maior do seu $ deve ser investido, enquanto itens de tendência, blusinhas básicas e afins podem ser comprados mais baratinhos.

4. Brechós e Enjoei

Reciclar é preciso, já sabem, né? E a moda também entrou nessa onda com brechós, bazares e até sites pipocando por aí que vendem roupas usadas (muitas quase novas e muito lindas) por precinhos mui amigos.

A vantagem é que é possível achar peças únicas, vintage e até de marcas super conhecidas por menos. A desvantagem? Tempo para garimpar, já que nestes lugares costuma ter de tudo.

Sem esquecer que eles também são uma oportunidade de vender as suas peças que estão esquecidas lá no armário para angariar fundos para novas aquisições, ó que bom!

Se informe no seu bairro e proximidades sobre os brechós mais legais e não deixe de passar no Enjoei.com.br, que tem lojinhas de celebridades, blogueiras tops e pessoas comuns com ótimos achados a um clique, além de você poder criar a sua!

Amanhã tem mais!

Beijos e boa semana,

Roberta